terça-feira, 22 de fevereiro de 2011

Eu sei.

Os dias vão passando e o vento vai levando aos poucos a lembrança do que ficou. Difícil, muito difícil sorrir pra o mundo diante a uma situação tão nostálgica. Eu não quero tirar essa minha capa super-protetora. É ela quem me faz levar a alegria aos outros nos poucos momentos em que eu consigo me relacionar com outros senão o meu próprio pensamento. Tantos erros espalhados durante uma meia-vida, e todas as conseqüências reunidas agora num só instante. Chorar já não existe mais, o choro não satisfaz mais a minha necessidade de desabafo. Xingar! Isso, esculhambar com o mundo é o que eu quero fazer. Mas isso acrescenta em que na minha vida? Sair por ai xingando uns e outros, me rebaixando a níveis extremos não me faz bem, em momento algum... eu vou é me desculpar agora por tudo. Isso, isso, isso. Pedir perdão pelos meus erros, tentar me redimir. E então: perdoar. Essa é a parte mais difícil da história. Reconhecer o erro dos outros, compreendendo-o como um ser humano, assim como eu, como você, e perdoando, amando, vivendo essa gente, enfim, aprendendo! Tudo é uma questão de aprendizado mesmo, experiências. Já passei por muita coisa nessa vida, já me arrependi, des-arrependi, arrependi de novo. E na minha concepção de vida hoje, não me arrependo de nada. Tudo foi um processo de construção do meu EU hoje. Não quero voltar atrás e mudar o que deu errado, porque errar é uma das coisas mais importantes que existe.
Eu sei que nesse momento me parece a pior coisa do mundo terminar uma história de uma maneira tão trágica, mas assim pode ser melhor. A gente só sabe o que é o melhor quando o tempo passa, as coisas se acalmam e a gente cai na real do que se foi perdido. Quando o mestre passar, só vão ficar as amizades, que, como dizia um provérbio, é como os bambueiros.. Que antes de crescerem acima da terra, criam raízes fortíssimas para nem a ventania venha a derrubá-las. O que for verdadeiro vai ficar, eu sei.

2 comentários:

Julianna Maia disse...

"O que for verdadeiro vai ficar, eu sei."

Haha, essa é a melhor coisa da vida, a "mentira" passa, ela vem, nos ajuda e vai embora, pra ser feliz a gente só precisa aceitar isso!

Lari Gonçalves disse...

"E na minha concepção de vida hoje, não me arrependo de nada. Tudo foi um processo de construção do meu EU hoje."
Se você chegou a essa conclusão, nem preciso te dizer mais nada.
Muito lindo esse post, adoreei !

Postar um comentário